Pular para o conteúdo principal

DICA DO DIA

CRÔNICAS DE UM DIÁRIO NADA SECRETO - 2 DIAS (INTERNET E PINUS)






CRÔNICAS DE UM DIÁRIO NADA SECRETO

2 DIAS (INTERNET E PINUS)

Não, o título não está errado é pinus mesmo. Pensou que era pinos? Se eu não conhecesse um pouco de botânica também pensaria.
Que raio de conversa é essa afinal de contas para juntar tecnologia, nuvens e plantas?
Já vai entender, as vezes me sinto perdido nesse negócio de redes sociais, internet, sites, blogs....
Não estou propondo fazermos uma dança tecnológica para as nuvens começarem a precipitar chuva sobre as plantinhas.
Se um dia você conhecer uma floresta de pinus, vai entender o que estou falando.
Quando você está numa floresta de pinus, lá no meio dela, e perdi o seu ponto de referência. Você está perdido. Igual a história das criancinhas.
João e Maria, lembra? E eles foram pela floresta, cada vez mais para o interior até encontrarem uma casa toda feita de doces. E logico uma bruxa maldosa e esfomeada. Todo mundo já conhece essa história e bla bla bla...
Não esquece que esse é o meu diário. Aqui eu posso criar os meus devaneios, certo? Você ficou mudo agora porque? Fico imaginando se você está aí ou não. Tem um espaço aí embaixo legal aonde você pode deixar seu comentário. Legal né?
Voltando ao caso do pinus e da internet, pois me sinto assim.  Muitas pessoas consideram as florestas de pinus como verdadeiros desertos verdes, além do pinus quase nada cresce lá. É que o pinus solta uma resina pelas folhas e casca que intoxica e mata outras plantas. E o safado nem é um fruto comestível, ele dá as pinhas que servem apenas para fazer guirlandas de natal ou colocar na lareira para começar um fogo. A resina tem alto valor energético. Mas não é para você comer! Esse valor energético é calórico e serve para combustão. Falando no português básico, para tocar fogo mesmo. Dessa forma nenhum animal vai ser tolo de querer comer isso, a não ser o ser humano, desse eu desconfio.
Então a floresta de pinus só da pinus, sem outras formas de vida, formando um grande deserto verde. E o pior ele é superagressivo vai se espalhando e tomando o lugar onde antes tinha uma floresta rica em biodiversidade tanto de fauna como flora, uma floresta nativa.
Já entendeu que uma floresta de pinus é igual um labirinto? Legal!
Pois a internet para mim as vezes parece também um labirinto e um deserto.
Um labirinto porque você vai indo, e indo e quando percebe já esqueceu aonde queria chegar. E tudo parece igual.
A sensação de deserto vem dessa troca as vezes muito fria de curtidas e comentários vagos, parece muito artificial, como se do outro lado não existisse mais ninguém. Você tecla de um lado e do outro parece que um robô que foi programado para dar respostas adequadas lhe responde.
Bem-vindo a esse “Admirável mundo novo” como diria Huxley. Falando nisso você já leu? Parece que o velho Aldous Huxley anda meio que na moda literária, apareceram vários livros dele. Alguns que eu nem sabia que existiam. Mas “Admirável mundo novo” é um livro ótimo e imaginar que foi escrito a tanto tempo.
Da até para dizer que o Huxley era meio tipo Nostradamus, cheio de previsões para o futuro.
Vou fazer um café agora, depois eu volto. ;)


Röhrig Escritor

Promoção de livros

743355678ae871043d48337fc70c9a8a--romances-auto

Ebook Amazon

É muito amor envolvido – Quando nasce um romance – LIVRO – Röhrig

Se preferir uma edição impressa clique no logo da Agbook 
 

Ofertas:

Postagens mais visitadas deste blog

"Eu nunca o vi bêbado" - uma entrevista com o editor de Bukowski (RARIDADE)

John Martin foi o editor de Bukowski durante grande parte de sua carreira, e é por isso que você agora sabe quem é Buk e você o ama ou odeia. Foi o que ele nos contou sobre sua conta.





Bukowski e sua esposa Linda. Fotos via Getty Images

Seja qual for a sua opinião de Bukowski - que você acredita que um niilista talentoso que só pensou em beber e foder, a voz de uma geração, ou um pouco de ambos - é inegável que era uma figura fundamental na história literária de Los Angeles. Por esse motivo, quando faz alguns anos trabalhamos no número do programa (o tema de Hollywood), decidi entrar em contato com John Martin, o editor de Bukowski. No final, a entrevista não foi publicada e permaneceu no rascunho até alguns dias atrás, quando decidimos publicá-la.


Se existe uma pessoa viva que pode dizer que conheceu o verdadeiro Charles Bukowski, essa pessoa é Martin. Martin foi o editor de Bukowski durante grande parte de sua carreira, e é por isso que você agora sabe quem é Buk e você o ama ou odei…

Exclusive Stephen King Interview - Entrevista exclusiva de Stephen King

Stephen Edwin King (born September 21, 1947) is an American author of contemporary horror, suspense, science fiction and fantasy. His books have sold more than 350 million copies[2] and many of them have been adapted into feature films, television movies and comic books. King has published fifty novels, including seven under the pen name Richard Bachman, and five non-fiction books. He has written nearly two hundred short stories, most of which have been collected in nine collections of short fiction. Many of his stories are set in his home state of Maine. King has received Bram Stoker Awards, World Fantasy Awards, British Fantasy Society Awards, his novella The Way Station was a Nebula Award novelette nominee,[3] and his short story "The Man in the Black Suit" received the O. Henry Award. In 2003, the National Book Foundation awarded him the Medal for Distinguished Contribution to American Letters.[4] He has also received awards for his contribution to literature for his …

5 Poemas para uma madrugada insone

--------------------------------------------------------------------

-------------------------------------------------------------



----------------------------------------------------------------------------


Criar e imprimir cartão de visita e flyer